8 coisas que aprendi depois de ser mãe

Bem, são 8, mas poderiam ser muitas mais. Quem sabe não faço uma actualização desta lista mais tarde…

mom

1- Aprendi a apreciar melhor o meu tempo livre

Tomar banho, comer sozinha, fazer exercício, sair com amigos, um jantar a dois… são alguns exemplos de coisas que nunca tiveram tanta importância como agora. O tempo livre e despreocupado (nunca totalmente) é tão pouco que nos obriga a aprender a apreciar e a dar valor a coisas que antes nos pareciam banais.

2- Todos os dias são uma surpresa

Um bocadinho como a caixa de chocolates do Forrest. Por mais que tente planear um dia ou prever quanto tempo vou demorar a chegar ao trabalho ou a qualquer outro compromisso, há sempre uma surpresa pelo caminho que, na maioria das vezes, altera todos os planos. As crianças são muuuuito imprevisíveis e se há dias em que a L. acorda bem disposta, cheia de energia e disposta a colaborar com tudo, também há dias em que parece que ainda não acordou, não faz nada do que lhe pedimos e deixa-nos sem paciência logo aos primeiros minutos do dia. Ainda me recordo de pensar que os meus amigos com filhos, que por norma chegavam atrasados a tudo, deviam de ter acordado mais cedo, para terem tempo para lidar com os imprevistos e chegar a tempo. Oh, quão ingénua…

3- Todas as escolhas são MUITO importantes

Desde o que comer (pois os pais devem dar o exemplo) ao que dar a comer, que roupa comprar, quais os produtos de higiene a usar, qual a escola mais adequada, quantos mililitros de leite dar, a forma dos sapatos, as cores do quarto, os brinquedos,,, A lista não tem fim! Todas as escolhas são importantes e vão afectar a criancinha. Boa sorte!

4- A casa nunca mais estará arrumada

Não sei se com o avançar da idade esta situação muda, mas neste momento é impossível ter a casa apresentável para receber alguém (e para os que lá vivem, pois claro). Há brinquedos por todo o lado, restos de comida “guardados” em locais que nunca imaginaria, lápis em todas as mesas, papeis rasgados, livros abandonados na sala, nos quartos… Nós até que vamos arrumando, mas essa arrumação dura breves momentos.

5- Sair para almoçar ou jantar num restaurante é um desafio

Este vem na sequência do ponto 2. Nunca sabemos o que podemos esperar de uma criança e se há dias em que se comportam como anjinhos há outros dias em que todas as pessoas do restaurante vão ficar a saber o nome da criancinha e a repetição de frases como “tira as mãos do prato”, “tens de comer alguma coisa”, “não podes andar a correr pelo restaurante”, “não, não podes meter isso na boca”, “isso não é para meter no nariz”, será muito frequente.

6- Os fins-de-semana são para a família

Com o passar do tempo aprendi que o fim-de-semana não é sinal de descanso, de não fazer nada, de ver todas as séries de televisão que tenho em atraso, passear ou ir ao cinema. Nada disso. O fim-de-semana passa a ser dedicado à família. Todo o tempo livre (pouco, muito pouco) é para fazer actividades em família, recuperar os momentos que não vivemos durante a semana, visitar os avós, ir ao parque, brincar, pintar e tentar viver ao máximo cada segundo.

7- É possível ser ainda mais lamechas

Sim, é verdade. Confirma-se! Sempre fui dada a chorar com filmes, livros ou outras situações que me emocionem. Depois de ser mãe essa situação só teve tendência a piorar. Quase tudo me pode deixar extremamente emocionada e é certo que tudo o que envolve crianças me deixará mil vezes mais emocionada do que antes.

8- Há coisas de que é melhor fugir

O último ponto, mas não menos importante: aprender quando se deve fugir. Não conseguimos controlar tudo (sim, isso já tinha aprendido antes) e há coisas que não conseguimos vencer, então o melhor mesmo é fugir. Alguns exemplos? Carrosséis nas festas populares, bolas ou qualquer local que as tenha em exposição, pipocas, balões com figuras da Disney, brinquedos que funcionam com moedas, lojas de brinquedos… E a lista poderia continuar, mas acho que já entenderam a ideia.

Alguém tem mais pontos para acrescentar a esta lista?

Advertisements

6 thoughts on “8 coisas que aprendi depois de ser mãe

  1. Pingback: Criancinhas | Life's Textures

  2. Pingback: As nossas viagens de carro | Life's Textures

Comentar aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s