Dia mundial do livro

Hoje é a data em que se comemora o dia mundial do livro. Segundo informações que encontrei aqui: “O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de abril. Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare, entre outros. A ideia da comemoração teve origem na Catalunha: a 23 de abril, dia de São Jorge, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro. Mais recentemente, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo.”

Ora, como por aqui gostamos muito de ler e não queremos que se perca a tradição, não oferecemos um livro em troca de uma rosa, mas oferecemos um livro em troca de um comentário simpático.

692f3c7f4bb24435c5de9ecd0bd63a14

Durante o dia de hoje e até Domingo, dia 26 de Abril, podem deixar aqui os vossos comentários, se estiverem interessados em receber o livro de poesia de Maria de Jesus Fernandes, oferecido por mim e pela Chiado Editora. Para poderem receber o livro têm de ser seguidores do blog ou da página de facebook do blog e têm de residir em Portugal (ou ter uma morada em Portugal para onde possa ser enviado o livro). É só isso!

???????????????????????????????

“Na escrita não vou ser mestre

Talvez modesta aprendiz

Se há quem escreva para ter fama

Eu escrevo para ser feliz.”  Maria de Jesus Fernandes

* nota: o vencedor será contactado para fornecer os dados, para envio do livro, por isso tem de estar registado aqui no blog ou no facebook do blog. Os resultados serão divulgados 2ªf.

Anúncios

16 thoughts on “Dia mundial do livro

  1. Pingback: Rainy Friday | Life's Textures

  2. Diana Fonseca

    Palavras, pequenos pedaços de céu envoltos de mel, ladeados de cordel fino de oiro. Pétalas da mais bela flor, perfeitamente utilizadas quando genuínas. Raiz da voz, transformação do invisível mais visível. Aquilo que se sente invertido no sólido, elevado ao divino, não a uma mera quimera. A forma mais acessível do inacessível, caminho certo no maior dos labirintos. Desconfundir do facto mais confuso, descomplicar da era mais emaranhada. Raiar do sol que teima em se esconder, anoitecer que teima em se manter. Construção do inconstruível, imaginação do inimaginável. Prevalece o seu poder, quando o mais óbvio é expresso. Uma simples folha, uma caneta, letras conjugadas, enfim, palavras.

    Gostava de ganhar o livro. Vou seguir! (:

    Gostar

    Responder
  3. Pingback: Resultados do passatempo – Dia do Livro | Life's Textures

Comentar aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s