Um pedido especial

Recebi uma proposta (e fiquei muito contente, porque veio de uma leitora muito simpática e querida por aqui) para falar um bocadinho mais sobre a dieta que tenho andado a fazer.

Já tinha dito qualquer coisa sobre o assunto aqui e aqui, mas não tenho falado mais porque acho que é um assunto bastante complicado. O que resulta para mim, de acordo com o meu peso, o meu estilo de vida, os meus horários, não significa que vá resultar com os outros e poderá até prejudicar mais do que ajudar, especialmente a quem tem problemas de saúde que eu não tenho.

Para além do que se come, interessa também o que se gasta e, ao mesmo tempo que comecei a dieta, comecei a fazer mais exercício físico. Isso também é um factor a ter em conta.

Assim, vou tentar dizer-vos que cuidados tenho tido e que cuidados espero continuar a ter no futuro, mas com uma condição: nada de dietas malucas sem acompanhamento médico. OK? O que alterei na minha dieta foi por aconselhamento de uma nutricionista e não quer dizer que seja o adequado a todos os que passam por aqui. Como sabem, a idade, o estilo de vida, a quantidade de peso que querem perder, o género de cada um, alteram muito o que podem ou não comer.

Então vamos lá:

nas primeiras semanas da dieta tive uma restrição alimentar grande (algo como um processo de limpeza do organismo) e como não como carne, nem derivados da carne, reduziu muito o leque de coisas que posso comer. Assim, retiraram-me todo e qualquer açúcar, diminuíram-me a quantidade absurda de pão que eu comia para apenas 2 ou 3 fatias de pão por dia (pequeno-almoço e lanche, por exemplo) e retiraram-me a maioria dos hidratos de carbono.

Sim, é muito restritivo e sim não deve ser muito saudável se feito durante muito tempo, mas concordei em fazer tudo por ser apenas num curto espaço de tempo. Quando comecei a dieta disse logo à nutricionista que iria desistir se me sentisse mal ou com muita fome, mas não aconteceu nada disso. Os primeiros dias são mais complicados, especialmente pela privação de açúcar, mas continuava a comer o que como normalmente e não sentia fome.

Para além do que como, conta também o que bebo: água, chá e café (adoçante para quem costuma usar açúcar). Só! 1,5lt de água por dia e mais um drenante para ajudar. 😛

Outra mudança, para o estilo de vida que levava, foi passar a fazer 6 refeições por dia (não imaginam a gestão de tempo e motivação que foi preciso para mudar isto).

Depois destes primeiros dias, passei a comer mais alguns alimentos, alguns hidratos novos, mas o resto continuou mais ou menos na mesma: muitas refeições, uma quantidade pequena de pão, muito água e nada de doces.

Não me custa fazer estas restrições, porque mais uma vez sei que não será por muito tempo e porque algumas delas parecem-me válidas e espero manter mesmo depois de perder o peso que quero.

Espero continuar a controlar a quantidade de pão e doces que como, porque não fazem bem nenhum, e optar por pratos com menos molhos e hidratos (sou fã de comida italiana e indiana, por exemplo, mas a coisa terá de abrandar daqui para a frente). Beber mais água também é uma regra que espero manter, embora seja mais complicado no inverno.

Se faço asneiras alimentares de vez em quando? Faço. De vez em quando a minha dieta sai um bocado ao lado, mas tento voltar logo ao normal, até porque sou um bocado teimosa/persistente: se é para fazer, é para fazer. Não consigo fazer mais ou menos. 😛

Sempre me preocupei com o que como e não me importo nada de fazer alterações ou não comer tudo o que me apetece (ah, se comesse tudo o que queria!), se isso for para um bem maior: a minha saúde. Acho que a motivação com que se faz as coisas também conta muito. (Não é preciso ter muito peso para estar a prejudicar a nossa saúde. Comer só coisas que nos fazem mal e que não ajudam em nada o nosso corpo já faz mal suficiente. Uma asneira de vez em quando é bom, mas quando a asneira passa a ser diária… Era mais ou menos nesse ponto que eu me sentia)

Estou quase quase a alcançar o peso que queria e nas próximas consultas já devo ter notícias sobre o que vou fazer daqui para a frente, para não voltar aos velhos hábitos. Depois conto tudo! 😉

Podem fazer perguntas sobre o assunto que eu respondo, só não coloco fotos do antes e depois porque não tenho lata para isso. 😛

7f79f2fe42060b324115809bef111fe1

Advertisements

6 thoughts on “Um pedido especial

Comentar aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s