Viajar com crianças

Está calor, é verão e chegaram as tão esperadas férias em família. Muitos pais acham demasiado complicado viajar com crianças pequenas e acabam por ter receio de o fazer. Nós sabemos que é complicado, mas que é possível (e acho que até é saudável) viajar com eles e continuar a ter uns dias de férias excelentes.

A L. sempre viajou connosco (a primeira vez que saímos de férias em família ela tinha apenas 3 meses) e nunca tivemos grandes problemas com isso. Organizamos as coisas com alguma antecedência, tentamos encontrar formas de a mantermos ocupada e bem disposta e levamos uma graaaaaande dose de paciência para as birras que vão surgindo pelo caminho.

Este ano resolvemos passar uns dias fora do país e por acaso ou nem tanto escolhemos uma cidade onde faz bastante calor e que pode ser bastante cansativa para os mais pequenos, por ter tanta coisa para ver e tanto para andar. Mesmo sabendo de tudo isto resolvemos arriscar. Porque não? Desde que as coisas sejam planeadas com antecedência e que se vá com o espírito certo só pode correr bem.

Aqui ficam 10 dicas para viajar com os mais pequenos (são também um resumo de tudo o que preparamos para sobreviver estes dias com a L. e manter a nossa sanidade mental):

1- Arrumar alguns brinquedos na mala de mão: brinquedos fáceis de transportar, que não ocupem muito espaço, que sejam divertidos e, de preferência, novidade para a criança. Estes são alguns dos artigos que não podem mesmo faltar. Nós escolhemos alguns brinquedos simples, leves e baratos (se perdermos algum não será um drama) e vamos distribuindo um brinquedo de cada vez. Cada vez que ela começa a ficar aborrecida surge uma surpresa nova para brincar. Pode também surgir como moeda de troca: “se te portares bem dou-te uma surpresa” (lol Chantagem?! Talvez).

Alguns dos brinquedos que levamos para a L.

Alguns dos brinquedos que levamos para a L.

2- Levar um telemóvel ou tablet com músicas que a criança gosta e com alguns jogos: as novas tecnologias estão cá para as usarmos. eheh Nós levámos um tablet com o novo DVD dos “Caricas” e com alguns jogos básicos de que a L. gosta muito.

3- Água e roupas adequadas: se formos para um destino quente convém andar sempre com água, muita água. Para além disso é muito importante ter cuidado ao fazer a mala e escolher roupas que se adaptem ao clima que vamos encontrar. Se os mais pequenos se cansam e aborrecem com facilidade, estarem cheios de calor ou de frio só piora a situação e lá se vai o sossego dos pais.

4- Para além da água, não esquecer de arrumar alguma comida num local que esteja sempre à mão: o que é pior que uma criança com sono ou com sede? Uma criança com fome. Levar alguns snacks simples e fáceis de comer (para não sujarem tudo), que estejam à mão em qualquer momento e que não contenham toneladas de açúcar.

5- Parar sempre que necessário: estamos de férias, não estamos numa corrida contra o tempo. Se hoje não conseguirmos visitar 5 locais turísticos e visitarmos só 2 não morre ninguém. O importante é estarmos juntos e bem dispostos. Parar sempre que a criança estiver cansada ou precisar de dormir ou de comer será inevitável. Se a obrigarmos a prosseguir viagem vai ficar birrenta e não vai aproveitar nada da viagem.

6- Se possível, levar um carrinho de passeio tipo “bengala”: são leves e fáceis de transportar e evitam ter de parar a cada minuto (mas não se esqueçam do ponto 5). Podem ser fechados quando a criança quiser andar a pé, mas vão dar muito jeito quando precisarem de andar a pé e a criança decidir que quer colo, que lhe doi um pé, que está com comichão e outras desculpas do género que eles inventam (pelo menos a L. é muito boa a inventar desculpas deste género. 😛 ).

7- Não planear demasiado: seja um passeio a uma cidade ou a um destino de sol e praia, seja dentro ou fora do país, temos tendência para planear tudo o que queremos fazer e ver, locais que temos mesmo de conhecer, restaurantes a que temos mesmo de ir, espectáculos a não perder… Bem, com crianças é possível fazer e ver muita coisa, mas o planeamento tem de diminuir e temos de aprender a ser mais flexíveis.

8- Manter o entusiasmo e a curiosidade ligados: deixar a criança com vontade de ver o que vai fazer a seguir, contar-lhe pequenas histórias e entusiasmá-la para um determinado local que vão visitar é importante para que os mais pequenos estejam interessados no passeio e não sejam apenas arrastados para todo o lado. Eles devem fazer parte da viagem e acho que ir revelando, aos poucos, as actividades planeadas aguça a curiosidade e deixa-os motivados para continuar a andar.

9- Deixá-los descobrir as coisas por eles mesmos: como disse antes, acho que a viagem tem de ser deles também e devemos açucar a curiosidade, mas de maneira a não estragar o factor surpresa. Há cores, cheiros, sons, sabores diferentes em todo o lado e eles podem ir descobrindo isso por eles mesmos. Lidar com novas comidas, novas línguas, comportamentos diferentes… Porque não dar-lhes uma pequena máquina fotográfica (ou uma mais velha que não seja muito importante) e deixá-los explorar e fotografar as coisas tal como as vêem? Nós oferecemos uma máquina pequena à L. no Natal e damos-lhe a máquina nos passeios.

A princesa Sofia sempre connosco...

A princesa Sofia sempre connosco…

10- Respirar fundo e olhar para as coisas de outra perspectiva: vão surgir contratempos, quase de certeza que vão ter de lidar com algumas birras, com momentos de sono ou de excitação extrema, com vontades imprevisíveis de ir à casa de banho e com exigências loucas. Nestes momentos é fundamental não stressar, respirar fundo e tentar resolver as coisas da forma mais calma e relaxada possível. Afinal, estão de férias!

8a386ce497ea739446f936a6b9d82063

Advertisements

4 thoughts on “Viajar com crianças

  1. Hoje em dia temos que ter de tudo para entreter a criança, passo isso quase sempre com minha irmãzinha (de 5 anos!) e já estou cheia de dotes hahahha
    Adorei as dicas!
    Beijinho, Lê

    ~ tem post novo lá no blog, se puder dar uma passadinha lá, ficaria muito feliz xD obrigado!!

    Liked by 1 person

    Responder
  2. Pingback: Cores de Madrid | Life's Textures

  3. Pingback: Miss L, a fotógrafa | Life's Textures

Comentar aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s