Outono

o escolhido

O desafio deste mês do nosso Boteco é falar sobre a nossa cidade nesta época do ano. Bem, isto fez-me pensar num outro aspecto primeiro: qual é a minha cidade?!

Não nasci em Portugal, vivi a minha vida quase toda noutra cidade diferente daquela onde vivo agora e durante muitos anos passava os dias em Lisboa… Afinal de que cidade vou eu falar-vos?!

Optei por fazer um mix de todas as memórias que tenho das cidades por onde passei e que, cada uma à sua maneira, me dizem muito. Acho que as características desta estação são muito parecidas em todas elas.

Se são leitores habituais deste estaminé, já sabem que não sou fã da chuva e do frio, portanto esta época do ano não é muito encantadora para mim. Embora seja fã da mantinha, do chá quentinho e de um bom filme em dias feios e cinzentos, eu gosto é de andar na rua, sem me preocupar com chapéus e casacos.

Felizmente, as minhas cidades são interessantes em qualquer altura do ano. No Outono ganham cores diferentes e são invadidas por sons e cheiros inconfundíveis.

O meu favorito: o cheiro a castanhas assadas. Ah, castanhas a queimar as mãos e a língua num final de dia de Outono! Para mim é um dos maiores prazeres do ano.

Temos também as primeiras chuvas e o cheiro a terra molhada, as folhas que caem e cobrem o chão de um tom acastanhado, enquanto eu a L. corremos para as pisar e ouvir estalar ou vamos apanhar algumas para fazer trabalhos manuais que só conseguimos fazer nesta altura, os dias de sol (sim, o Outono em Portugal também tem dias brilhantes) que nos permitem passear ao ar livre com um casaco mais fininho e umas botas giras.

Muitos anos vivi perto do rio e adorava os passeios a pé na margem do rio tejo, nos dias de sol de outono. Neste momento vivo rodeada por pinhais e adoro ver as árvores húmidas do orvalho da manhã e aquele cheiro a pinhas e terra molhada quando saímos à rua.

Lisboa fica para o final. Passei muitos anos da minha vida em Lisboa e tenho memórias muito doces daquela cidade. O Outono, as castanhas, as roupas, os sons, as pessoas, os passeios, o rio, as folhas secas, o cheiro das árvores, os passeios bons em dias de sol… tudo é igual, mas ajudado pela magia especial de Lisboa e pelos edifícios históricos que nunca nos cansamos de visitar.

O Outono nas minhas cidades também inclui dias frios, em que anoitece muito muito cedo (lá tem de ser) e em todas elas tenho recantos favoritos, onde beber um chocolate quente de chorar por mais, comer bolachinhas ou bolos caseiros acompanhados por um bom livro ou uma boa conversa.

Há falta de tempo oportunidade para passear por aí e tirar fotos, deixo-vos algumas imagens (roubadas ao Pinterest) que ilustram bem como sinto o Outono por aqui:

2a3d0d5ddc3d6f7774960949af050620 74b3a42fe5670d90d59d253e8a0e0a31 c95371cae9a24be4806379bb1a5ef513 d14c1e32781d4ef8afabb6ec7693b2e0 ef9e81bfe08ce59a10914802453258ba

(créditos Pinterest.com)

Anúncios

12 thoughts on “Outono

  1. Pingback: Boteco Das Tertúlias|#2 O Outono Na Minha Cidade | Contador D'Estórias

  2. Pingback: Life's Textures

Comentar aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s