Category Archives: Be my guest

Be my guest… Limonada

Já ouviram aquela expressão: se a vida te dá limões faz uma limonada? Pois há por aí um blog que nos dá uma limonada doce e bem disposta todos os dias: A limonada da vida.

Neste blog podem encontrar uma escrita simples e descontraída, com muitas fotos de viagens de fazer inveja a qualquer um.

Pedi à autora de A Limonada da Vida para responder ao incrível questionário deste blog e para se tornar minha convidada por um dia e a resposta não poderia ter sido melhor, mais rápida e mais simpática.

Vão encontrar aqui respostas sinceras, bem dispostas e sem demasiados floreados, bem ao estilo da autora deste blog. Ora espreitem lá:

– Para te conhecermos melhor, conta-nos como é ser “tu” por um dia?

Ser “eu” por um dia é facílimo: é acordar às 6.45h para levar os miúdos à escola, chegar ao trabalho às 8.30H, ir ao ginásio à hora do almoço, voltar para o trabalho, ir buscar os miúdos à escola ao fim da tarde, ir para casa, fazer o jantar, arrumar a cozinha, e começar o preparar o dia seguinte. O trivial…

Pelo meio dessa rotina gosto de arranjar tempo para ler, escrever no blogue, estar com os amigos, fazer voluntariado (actualmente junto da Comunidade Vida e Paz), ir ao cinema (apesar da tv por cabo continuo a adorar o ritual de ir ao cinema), ir ao teatro, ir a concertos, namorar e planear as minhas viagens. Adoro viajar, mas planear uma viagem de modo a que ela seja aproveitada ao máximo pelo menor custo possível faz-nos perder horas, dias, semanas, meses. Não sou de chegar a uma agência, pagar e pedir para me fazerem tudo. Gosto de ser eu a escolher para onde vou, o que lá vou fazer e quanto quero gastar. Por isso, tenho por hábito dizer que uma viagem começa meses antes de nos metermos dentro de um avião.

– O que te leva a manter um blog?

Mantenho um blogue para me obrigar a escrever, pois durante uns tempos esqueci-me do quanto isso me fazia bem. Sempre adorei escrever, tirei o curso de Línguas e Literaturas Modernas e sempre escrevi as minhas baboseiras, mesmo que não as mostrasse a ninguém. Quando acabei a faculdade e comecei a trabalhar, casada e com uma filha agarrei-me à rotina e perdi esse hábito da escrita. Há uns tempos atrás senti novamente ganas de escrever. Dantes escrevia para mim, agora com as redes sociais gosto à brava de ter o feedback de quem me lê. Gosto de falar de coisas do meu dia-a-dia, das minhas viagens, das minhas experiências enquanto mulher, mãe, madrasta… Escrevo sobre o que me apetecer, principalmente sobre aquilo que refresca a minha vida, daí o título Limonada da Vida.

– Se a tua vida dava um filme, qual seria o seu título?

Agarra-me se puderes!

– Como aquilo que damos aos outros diz muito sobre nós, qual foi a melhor prenda que ofereceste a alguém?

 Acho que a melhor prenda que ofereci a alguém foi um bilhete para um concerto. Como agradecimento ouvi as palavras mais doces de sempre: “obrigada mãe por realizares o meu sonho!” A minha Smartieteen tem destas coisas.

– Se tivesses de indicar um “woman crush” por quem seria?

É pá, não consigo indicar só um: sou fã das gargalhadas da Julia Roberts, tenho inveja das pernas da Charlize Theron, nunca consigo que os meus caracóis fiquem iguais aos da Sarah Jessica Parker e ambiciono um dia chegar ao altruísmo da Angelina Jolie.

– E para terminar qual foi a última vez que fizeste algo pela primeira vez (excluindo a resposta a este questionário, pois claro)?

Tenho feito algumas coisas pela primeira vez nestes últimos anos, mas a que mais me marcou foi ter ido à Àsia. Nunca lá tinha estado e no mesmo ano acabei por ir à Tailândia (de férias)  e à China (em trabalho). Entre outras coisas, atrevi-me a brincar com tigres à séria. Hoje olho para aquelas fotos e pergunto-me como tive coragem, mas não podia de forma alguma deixar de o fazer. Há coisas que nos marcam para a vida.

Anúncios

Be my guest… Sofia

Voltei a trazer uma ilustre figura da blogosfera a este blog. Não pensem que isto é só falar de alimentação saudável, saúde e coiso e tal, afinal aqui também se lê muito sobre alimentação saudável e visitam-se blogs com receitas inspiradoras quase todos os dias.

Hoje deixo-vos a entrevista que fiz à Sofia do blog Nutriente Secreto. O blog é muito bom, tem óptimas dicas sobre alimentação e tem também algumas receitas que dão mesmo vontade de experimentar. A autora do blog é dietista e coach nutricional e divulga muitas das suas actividades no seu blog.

Como não poderia deixar de ser, alterei uma das perguntas habituais de modo a incluir uma dica de alimentação para partilhar com todos. Vamos lá à entrevista:

Para te conhecermos melhor, conta-nos como é ser “tu” por um dia?

Ser eu é acordar às 7, tomar o pequeno almoço de forma muito descontraída, sem pressa e em silêncio. Quando acabo o café, consulto a agenda e o mail  e organizo mentalmente o meu dia. Preparo almoços e lanches para enfiarmos dentro das lancheiras (tenho 3 filhos), confirmo se os animais da casa têm comida e água (1 gata e 2 cadelas) e saio de casa por volta das 8h30. Às 2ªs feira vou para Almada e nos outros dias estou em Lisboa, entre Algés, Entrecampos e o Aeroporto. Os dias variam muito, são sempre diferentes porque o local, as consultas de nutrição e as sessões de coaching é que marcam o ritmo dos dias. Faço meditação diariamente e exercício físico 4 vezes por semana. À noite, por norma, dedico-me ao blog e pelo meio enfio algum tempo para estudar. O meu dia acaba tarde!

O que te leva a manter um blog?

Ótima pergunta, na realidade…não sei. Talvez o gosto em ser útil. O mundo da nutrição é atualmente uma montanha de (des)informação e a população em geral não consegue perceber a diferença entre conhecimento/informação útil e fidedigna e um monte de disparates fabricados à conta da ignorância, vontade de ganhar dinheiro fácil e grandes campanhas de marketing. Acho que, enquanto profissional de saúde, devo contribuir para ajudar as pessoas a fazerem melhores escolhas e a saberem distinguir o trigo do joio.

Se a tua vida dava um filme, qual seria o seu título?

Não sou muito de filmes, sou mais de livros. “Waiting for the Mahatma” de RK Narayan

Como aquilo que damos aos outros diz muito sobre nós, qual foi a melhor prenda que

ofereceste a alguém?

Uma viagem

Indica-nos uma dica de alimentação saudável que seja infalível.

Fugir dos processados e fazer 5 a 6 pequenas refeições por dia

E para terminar qual foi a última vez que fizeste algo pela primeira vez (excluindo a resposta a este questionário, pois claro)?

Fiz uma aula de Jump (trampolim) no sábado e estou a preparar-me para fazer um curso de fotografia.

Be my guest… Carina

Como já sabem, tenho andado a entrevistar pessoas e a dar-vos a conhecer blogs penso que vale mesmo a pena conhecerem. Hoje é dia de convidar a Carina, do blog Contador D’Estórias a passar por cá e a responder às perguntas do costume.

A Carina é uma blogger multifacetada, dedicada às artes da escrita e da música, e que mantém um blog muito sincero e bonito. Como se isso não fosse suficiente para vos convencer a visitar o blog, ainda é simpática, acessível e atenciosa. Respondeu ao meu e-mail quase no mesmo dia em que enviei, responde sempre aos comentários que lhe deixo (este tema ainda irá dar um post…) e mostrou-se logo disponível para participar nesta rubrica e responder às minhas perguntas muito pertinentes (nada de dizer que não são!).

Aqui fica então a Carina para a conhecerem melhor:

– Para te conhecermos melhor, conta-nos como é ser “tu” por um dia?

Ser eu por um dia… Os meus dias são, geralmente, diferentes. Mas, como acho que me defino mais pelas minhas horas livres do que pelo meu emprego, assim que o dia de trabalho acaba podem encontrar-me a fazer variadas coisas: a ler, a ouvir música – Fado, mais precisamente – ou a entreter-me com alguns dos meus hobbys, como tocar guitarra, escrever, preparar cartas para os meus “amigos de caneta”, ou até a fazer laços para o cabelo (tenho aqui uns quantos em cima da secretária, de momento, por acabar)!

– O que te leva a manter um blog?

Este blog começou porque eu tinha saudades da minha língua. Durante muito tempo escrevi em Inglês mas, a certa altura, senti que o Português me fazia falta. Não é que o seja capaz de esquecer, mas já havia palavras que, não sendo usadas tão regularmente e vivendo num país onde nunca as vejo, me queriam “fugir”. Além do mais, o Português é uma língua fabulosa e é em Português que sei escrever melhor. Isso é ainda o que me leva a manter o blog, e claro que a motivação de ter seguidores ajuda a fazer-me actualizá-lo regularmente. E, de certa maneira, acho que um blog pode manter-nos mais perto de nós mesmos. Ainda no outro dia descobri uma série de cadernos que me fizeram recuar no tempo e, como criei com eles uma rubrica de Domingo, – Nas Linhas Em Que Me Escrevo – acabo por me recordar de coisas que já me tinha esquecido.

E, sinceramente, os blogs que eu sigo são outro motivo para cá me manter.

– Se a tua vida dava um filme, qual seria o seu título?

O título para o filme da minha vida? “Não era o que eu estava à espera, mas um dia chego lá.” Gosto de títulos grandes, não ia dar um nome pequeno ao filme da minha vida! 😀

– Como aquilo que damos aos outros diz muito sobre nós, qual foi a melhor prenda que ofereceste a alguém?

Acho que as melhores prendas são sempre emocionais. É claro que eu adorei receber aquela colecção do Harry Potter que foi caríssima, e acabo por dar sempre prendas mais caras a quem mais gosto mas, se tivesse de escolher a melhor prenda que dei a alguém, talvez tenha sido um poema que escrevi para a minha mãe, imprimi sobre uma foto nossa, e emoldurei, para lhe oferecer no dia da mãe há uns anos. Essa e os bilhetes para o concerto do António Zambujo para o dia do Pai, acho que o meu pai delirou (eu, pelo menos, delirei mesmo sem ter ido).

– Se tivesses de indicar um “woman crush” por quem seria?

Só um? Acho a Kristen Stewart muito gira, a Emma Watson também, a Kat Dennings que é assim poderosa… e a Ana Moura, a Ana Moura é qualquer coisa. Mas, em termos de personalidade, tenho uma “crush” pela Gisela João só pelos vídeos do facebook e pela simpatia e simplicidade que mostrou no concerto que deu cá na Bélgica. A rapariga é a alegria em pessoa. Amei!

– E para terminar qual foi a última vez que fizeste algo pela primeira vez (excluindo a resposta a este questionário, pois claro)?

Pela primeira vez, há poucas semanas, decidi que vou viajar sozinha para uma cidade a 150km de onde vivo, e que lá vou pernoitar, para poder ver o concerto do Marco Rodrigues. Nunca viajei sozinha, mas como não sei se alguém poderá ir comigo, e este concerto eu não quero mesmo perder, mandei o medo ir dar uma curva e já marquei o hostel para lá ficar.

Be my guest… Paloma

Imagem1

A minha convidada de hoje é a Paloma, autora do blog SemibreveAtonal. É uma menina encantadora, com uma escrita bem disposta, sincera e que parece ter uma luzinha muito especial que a ilumina por dentro e por fora. É brasileira e tem apenas 19 anos, mas consegue escrever e sentir as coisas como gente grande. eheh

Ora leiam lá as respostas à nossa habitual entrevista e vão ver que tenho razão:

– Para te conhecermos melhor, conta-nos como é ser “tu” por um dia?

É uma loucura! hahaha Eu sou um pouco desorganizada, deixo pra fazer tudo em cima da hora (sou muito brasileira) mas eu sou de boa. Agora eu tô morando em SP, então eu posso dormir até mais tarde e isso é uma benção, sério mesmo. Tenho faculdade de manhã, trabalho na parte da tarde, e a noite eu faço alguma lição da facul, assisto vídeos do youtube e leio os posts dos blogs que sigo.

Mas eu sempre tô lendo e chega a ser engraçado isso kkk Eu leio tudo. Tudo mesmo, até o manual de uso do recipiente do papel que fica nos banheiros haha. Eu ouço muita música, porque todo dia alguém me apresenta novas e se eu gosto, ouço 1 milhão de vezes.

Enfim, eu choro, rio, brigo, amo, desamo, ajudo, não ajudo, ignoro, dou super atenção, tudo no mesmo dia. São muitas emoções. Sério mesmo hahaha

– O que te leva a manter um blog?

Está quase sendo uma “terapia” pra mim. Eu escrevo, eu penso, eu avalio e escolho qual post publicar( porque quando estou inspirada eu faço um mooonte de post, e com o tempo vou arrumando algumas palavras, decido se posto ou não )

E ler o que as outras pessoas pensam e conseguem transcrever é muito legal. Ver as opiniões, os porquês é muito legal.

– Se a tua vida dava um filme, qual seria o seu título?

“Dançando sobre cacos de vidros”

Na verdade esse é o título de um livro, que por sinal é muito lindo. E é exatamente assim: Às vezes somos obrigados a ficar bem, fazer ficar bem, e os pés estão sendo machucados. Devemos acompanhar o ritmo da música, né?

– Como aquilo que damos aos outros diz muito sobre nós, qual foi a melhor prenda que ofereceste a alguém?

Pode parecer bobo e eu não fiz sozinha, mas ajudei na ideia. Lá na igreja tem uma senhora que é viúva e as 2 filhas dela moram bem longe. No dia do aniversário dela, a galera do grupó de jovens se reuniu e fomos até a casa dela. Levamos bolo e cantamos o parabéns. Ela chorou muito. Não foi só meu, mas eu estava junto e foi emocionante.

– Se tivesses de indicar um “woman crush” por quem seria?

Nossa, difícil essa kkkk.  Eu gosto muuuuito da Taylor Swift mas vou escolher a Gisele Bundchen. Porque ela é linda, e mesmo com tudo que ela conquistou ela é bem próxima a família, aos filhos, aos fãs. Ela sempre lutou e é um super exemplo.

– E para terminar qual foi a última vez que fizeste algo pela primeira vez (excluindo a resposta a este questionário, pois claro)?

Vai parecer muuuito idiota mas… Eu comi um Subway! hahaahah sério. Nunca tinha comido, nunca tinha entrado na lanchonete, nada. Coisa de menina do interior que vem pra cidade grande, fazer o que?!

Be my guest… Catarina

Imagem1

Hoje falo-vos de um espaço que têm MESMO de conhecer. A autora, a Catarina, é minha amiga há muitos, muitos anos (é melhor nem fazer as contas para não nos sentirmos muito antigas…), é uma super mãe, sempre com ideias diferentes e criativas. Neste momento mora na Holanda e mantém o blog bycatarina em Inglês. Passem por lá que não se vão arrepender.

O blog da Catarina leva-nos a ver as coisas de outra forma e dá-nos a conhecer um pouco do dia-a-dia de uma família portuguesa que vive fora do seu país de origem. A Catarina tem uma escrita simples, agradável e um sentido de humor único.

Como não podia deixar de ser, também respondeu a questões «importantíssimas» para a ficarmos a conhecer melhor. Aqui estão elas:

– Para te conhecermos melhor, conta-nos como é ser “tu” por um dia?

Não tenho um dia igual ao outro, há dias em que escrevo no blog, noutros sou mãe a tempo inteiro, noutros trabalho em projectos de consultadoria, noutros faço uma tradução. Pelo meio há que tratar da casa, roupa e refeições… Mas uma coisa é certa na minha rotina, pela manhã tomo sempre duche, pequeno almoço e dou mimos à minha filha!

– O que te leva a manter um blog?

Escrever para mim e sobretudo um processo de auto descoberta, por isso o meu blog e uma forma de eu explorar interesses e fazer experiências que (espero) me permitirão descobrir e desenvolver as minhas potencialidades criativas.

– Se a tua vida dava um filme, qual seria o seu título?

Imprevisível

– Como aquilo que damos aos outros diz muito sobre nós, qual foi a melhor prenda que ofereceste a alguém?

Não consigo pensar na melhor prenda, mas gosto muito de oferecer coisas feitas à mão.

– Se tivesses de indicar um “woman crush” por quem seria?

Admiro Joana D’Arc, uma visionária que foi mais alem que as outras mulheres do seu tempo.

– E para terminar qual foi a última vez que fizeste algo pela primeira vez (excluindo a resposta a este questionário, pois claro)?

Fui Efteling pela primeira vez esta Páscoa e adorei!

Espero que tenham gostado de a conhecer e que a visitem. 😉

Be my guest… Mia

Imagem1

Como se devem lembrar, eu iniciei uma nova categoria de posts onde vou dar a conhecer cantinhos e pessoas especiais, daqueles espaços que visito diariamente e que aconselho MESMO a visitarem.

O blog da Mia é um desses espaços. Conheci o blog Desabafos em rodapé logo nos primeiros tempos deste meu blog e nunca mais parei de ler. Aqui sentimo-nos em casa. É como se a Mia escrevesse para nós, sem grandes filtros e partilhando connosco o seu dia-a-dia, as suas alegrias e os momentos menos bons também, pois que a vida não é só feita de coisas boas e neste espaço partilha-se um pouco de tudo.

Vale mesmo a pena dar um saltinho ao blog Desabafos em rodapé e começar a acompanhar os textos desta autora, que não só nos acolhe em sua casa de uma forma única, como escreve de uma forma muito especial.

Para vos dar a conhecer um pouco de quem é a Mia fiz-lhe uma pequena entrevista que vou aqui partilhar convosco. Tudo questões muito pertinentes e fundamentais para conhecermos alguém:

* Para te conhecermos melhor, conta-nos como é ser “tu” por um dia

O despertar é difícil. Custa-me imenso levantar após o toque do despertador. Fica sempre marcado para 10 ou 15 minutos antes, pois tenho necessidade de me mentalizar que tenho de sair de “vale de lençóis”. Ando a “carvão”. Sou uma mulher stressada, mas nada de pressas, senão sai fumo!!! Adiante. No trabalho, quando chego, já vou um pouco desperta e faço a minha chegada com algum estrondo; ou porque me esqueci de tomar os medicamentos, ou porque me esqueci de outra coisa qualquer. Entro em pânico. Ponho todos em alvoroço. Depois, vou ver, e afinal, não. Até trouxe. Mas aquele momento de aflição já ninguém mo tira. Faz parte de mim. Entretanto, como sou bem humorada, caso não tenha nada que me agonie, faço alguns números de “stand up comedy” caseira, e, na volta para casa, sempre vou às compras, porque não faço listas, e estou sempre a esquecer-me de alguma coisa. Quando chego, se puder, estico-me um pouco no sofá (raramente), e depois adormeço. Como trago muitas vezes trabalho para casa, sento-me à secretária e tento despachar. A maior parte das vezes, falho. Deito-me, umas vezes preocupada, outras nem tanto. Já dei para esse peditório de cumprir ao milímetro. A minha sorte é trabalhar com pessoas muito boas.

* O que te leva a manter um blog?

Essencialmente as pessoas que têm a delicadeza de me visitar e deixar comentários ao que escrevo, Por outro lado, ter um blog, fez-me conhecer outras abordagens a realidades que eu via apenas a partir da minha perspectiva. Escrever nele, é o momento zen do dia. Quase, vá!

* Se a tua vida fosse um filme, qual seria o título?

Intriga internacional. Sou uma mulher trabalhadora e pacata que há anos é perseguida por homens (legisladores) que pertencem a uma misteriosa organização, que acreditam ser eu uma agente, capaz de interferir com as suas arbitrariedades.

* Como aquilo que damos aos outros diz muito sobre nós, qual foi a melhor prenda que ofereceste a alguém?

Um livro, feito por mim, onde reuni os 20 anos de vida da minha filha, quer em textos, quer em imagens.

* Se tivesses de indicar um “woman crush” por quem seria?
Meryl Streep, angelina Jolie, Jodie Foster; Helen Mirren. Indira Gandhi, Amelia Earhart, Beatriz Carolina Ângelo, Golda Meir, Marie Curie, Virginia Wolf…

* E para terminar qual foi a última vez que fizeste algo pela primeira vez (excluindo este questionário, claro?)
Infelizmente, procurar lares de idosos, residências séniores, chamem-lhe o que quiserem. Deixou-me arrasada.