Category Archives: Livros

Bookcrossing

Como já falei por aqui, sou fã do projecto de Bookcrossing e foi-me muito útil quando andei a destralhar a casa e fiquei com imensos livros para dar. 

De vez em quando tenho de dar mais uma volta aos livros, porque vou ficando sempre com alguns que não quero guardar e acabo por ter sempre livros para dar. 

Desta vez reuni os livros que andavam por cá e propus a uma colectividade local a criação de um ponto oficial de Bookcrossing. 

A ideia foi bem aceite e já está a dar frutos. 

O que acham deste tipo de iniciativas? Já pensaram aderir ao Bookcrossing?

Passatempo “Tons de vermelho”

Na 6ªf terminou o passatempo do livro “Tons de vermelho” e eu acabei por não conseguir vir cá colocar o resultado do passatempo antes, mas cá está ele.

Vamos então saber quem vai receber o livrinho em casa e desfrutar de um bom momento de leitura. 😛

Tínhamos apenas 4 pessoas a querer o livro e o Random.org diz que o vencedor é o número 4:

random - sorteio livro

Carina eras o número 4. Parabéns! Peço que me envies a tua morada assim que possível. 😉

 

(Tive pena de ter tão poucas participações. Não sei se não gostam de ler ou se não gostam de “borlas”…)

Desafio – 5 livros

Há uns dias a Carina, no seu novo formato Que não sei quê, deixou-me um desafio, que é mais uma espécie de presente envenenado.

A ideia é escolher 5 livros que sejam especiais para nós e deixar aqui a lista. Ora, eu não sou boa a escolher livros favoritos, porque o meu coração tem espaço para uma centena deles, e ainda querem que eu escolha só 5?! ‘Tou tramada!

Depois de muito esforço, de muito suor e muitas lágrimas, lá consegui seleccionar SÓ 5, mas digo já que foi contra a minha vontade. Estes são especiais, mas não são os únicos. Entendidos?!

Então aí vão 5:

Meu pé de laranja lima, de José Mauro Vasconcelos (Este é um clássico que li quando era muito novinha e me marcou até hoje)

images

Felizmente há luar, de Luís Sttau Monteiro (dos primeiros livros que li “obrigada” na escola e que adorei. Antes tive de ler outros que detestei e só mais tarde consegui apreciar, mas este encantou-me desde o início)

170px-Felizmenteháluar

Encontro de amor num país em guerra, de Luís Sepulveda (um dos meus autores favoritos. Poderia ter escolhido qualquer livro dele)

image

O meu nome é vermelho, de Orhan Pamuk (livro incrível que li antes de Pamuk ter ganho o prémio nobel e fiquei fã)

pamuk

O profeta, de Khalil Gibran (talvez por ser uma rapariga das filosofias, dada às espiritualidades, não podia deixar de escolher uma obra de Gibran. Vale tanto a pena conhecer!)

9789728710002

Já vos disse como é injusto escolher só 5?! Mas aí estão eles, pronto.

Livros novos na calha

A parceria entre este blog e a Chiado Editora continua activa e de boa saúde.

sem-bola

Depois do natal, em jeito de lembrança de natal, recebi dois livros novos que quero MUITO ler (tenho de inventar tempo para isso) e espero partilhar convosco a minha opinião sobre estes livros em breve.

Mais tarde vou fazer um sorteio para partilhar um dos livros convosco. Estejam atentos!

Descobertas boas

Às vezes, mas só mesmo às vezes, as deambulações pelo espaço virtual dão bons frutos.

Ao passear por aí encontrei uma frase que achei brilhante, um misto de ironia, desafio e humor. Ora, não conhecia o autor (acho que já tinha ouvido o nome, mas nunca li nada) e fui pesquisar.

Encontrei esta biografia, encontrei frases muito boas aqui e tomei uma decisão: tenho de comprar os livros deste rapaz.

A internet às vezes tem coisas muito boas!

Queres-boleia

Livros de colorir para adultos

Eu sempre gostei de colorir, seja com pincéis e tintas ou com marcadores, lápis ou canetas. Pois diz que agora está na moda os adultos comprarem livros especiais para colorir.

Ainda não me dediquei a esta nova forma de “terapia pela arte”, acho que ajudar a minha filha a pintar os livrinhos de colorir vai dar no mesmo, mas ainda vou comprar um livro destes (ou fazer download de algum site interessante) só para experimentar.

Há uns anos andei numa de pintar mandalas e creio que a sensação “terapêutica” deve ser parecida. Realmente é relaxante e ajuda-nos a ter a mente concentrada apenas naquilo que estamos a fazer e, pelo menos durante aquele tempo, não pensar noutras coisas. É uma espécie de meditação activa.

cce29ebb3bf8ee32256e860e93b36462

Imagem retirada do Pinterest

Para quem estiver interessado em adquirir alguns livros de colorir para adultos deixo aqui a dica: a Presença está com livros destes em promoção. Vejam aqui!

Agosto

Agosto é um bom mês!

Esta é a conclusão a que cheguei esta semana. Como se não bastasse o calor, a boa disposição de todos os que estão ou vão de férias, os passeios em família, as saídas com os amigos, as viagens, a maior quantidade de tempo livre e, na verdade, de tempo para não fazer absolutamente nada (que também é tão importante), tem sido também um mês para sonhar muito e fazer por concretizar alguns desses sonhos, trabalhar um pouco (daquele trabalho com prazer, sem prazos e sem grandes pressões externas) e organizar a vida e as ideias.

Geralmente o mês de Agosto dá-me esta sensação de descanso vs um mundo inteiro de possibilidades. Deve ter alguma coisa a ver com a aproximação do início do ano lectivo, que não deixa de ser um recomeço para mim, mas não vamos já pensar em trabalho…

Esta semana dei uma voltinha pela cidade de Lisboa e, sem querer, esbarrei em duas antigas casa do meu querido Fernando Pessoa. Ficam as duas quase na mesma rua, na zona de São Bento. Esta cidade é linda e dá mesmo vontade de nos perdermos nela. Em cada rua surge uma surpresa e nunca nos cansamos dela (pelo menos eu não me canso).

Mercearia/Café A Saloia (merece uma visitinha)

Mercearia/Café A Saloia (merece uma visitinha)

IMG_20150811_120635

Antiga casa de Fernando Pessoa ao lado da Mercearia A Saloia

Antiga casa de Fernando Pessoa ao lado da Mercearia A Saloia

Casa de Fernando Pessoa

Casa de Fernando Pessoa

Mais uma casa onde viveu o Poeta

Mais uma casa onde viveu o Poeta

Casa de Fernando Pessoa

Casa de Fernando Pessoa

Só por gostar tanto de Lisboa e do nosso Fernando Pessoa, deixo-vos um poema dele de que gosto muito:

Ai, Margarida,
Se eu te desse a minha vida,
Que farias tu com ela?
—Tirava os brincos do prego,
Casava c’um homem cego
E ia morar para a Estrela.

Mas Margarida,
Se eu te desse a minha vida,
Que diria tua mãe?
— (Ela conhece-me a fundo.)
Que há muito parvo no mundo,
E que eras parvo também.

E, Margarida,
Se eu te desse a minha vida
No sentido de morrer?
— Eu iria ao teu enterro,
Mas achava que era um erro
Querer amar sem viver.

Mas, Margarida,
Se este dar-te a minha vida
Não fosse senão poesia?
— Então, filho, nada feito.
Fica tudo sem efeito.
Nesta casa não se fia.

Comunicado pelo Engenheiro Naval Sr. Álvaro de Campos em estado de inconsciência alcoólica.

Podem ler este poema aqui e outros aqui e podem ouvir este poema cantado aqui. O que se pode querer mais?! 😛