Tag Archives: Mystyle

Tatuagens de verão (e não estou a falar de marcas de biquíni)

e0b48fe12f20a9750e93a613e1291a61

Foto roubada ao Pinterest

A semana passada fiz uma tatuagem. Foi a terceira que fiz, mas a primeira que fiz na altura do verão.

Sabem aquilo que se diz sobre não fazer tatuagens no verão, por causa do sol e da praia e coiso?! Pois bem, têm razão.

Pensei bastante sobre o assunto (sim, eu penso bastante sobre tudo) e falei com o tatuador que me disse que não era assim tão complicado sarar uma tatuagem no verão, desde que se tenha cuidado, e acabei por avançar com a ideia de fazer nesta época.

Poderia ter esperado, mas sei que depois das aulas recomeçarem será mais complicado ter tempo e disposição e iria adiar mais um ano. Já andava a adiar esta ideia há tanto tempo que olhem…  já está!

No entanto, descobri (pode dizer-se que senti na pele) que quando o sol bate directamente numa tatuagem que ainda está a sarar, mesmo que seja apenas quando caminhamos na rua ou conduzimos, arde que se farta.

Conselho a quem tiver uma vontade louca de fazer uma tatuagem: é melhor esperar até Outubro.

p.s.- Apesar do conselho, não estou nada arrependida e a dita cuja está a sarar muito bem. 😉

 

Já a pensar nas férias

Este ano as férias terão um ritmo diferente, com um recém nascido, uma criança altamente enérgica e difícil de entreter e um casal a habituar-se a esta nova rotina toda. No entanto, já não penso noutra coisa…

Planos para os dias de férias não me faltam. Uma oportunidade de poder sair um pouco da rotina, fazer praia com a L. e aproveitar algum tempo à beira da piscina. Comer bem, passear muito e, mais importante que tudo, descansar (tentar descansar no tempo que os dois miúdos nos derem).

Dentro dos preparativos para estes dias de descanso tenho de comprar algumas roupas de verão que me sirvam mais ou menos (mesmo sem saber que peso terei na altura das férias) e encontrar programas giros para fazer com a L.

Andei a procurar alguma inspiração para as compras. O que acham?

Grávida: o que vestir?!

Já sabem que este não é um blog muito preocupado com tendências de moda mas, como já disse em posts anteriores, a pessoa tem de se vestir.

Quem costuma seguir o blog deve ter reparado que em 2015 me fartei de deitar roupa fora ou dar peças que tinha e nunca usava. Se há coisa que me preocupa neste momento, pelo menos quando vou às compras e tenho tentação de comprar tudo o que é giro, é pensar quantas vezes vou vestir determinada peça ou quantas combinações consigo fazer com outras peças que já tenha. Não quero voltar a ter o armário cheio de coisas que não me servem ou que não me ficam bem e que nunca uso.

Agora que estou grávida a principal preocupação é não gastar dinheiro em peças que nunca mais vou usar e tentar usar ao máximo as peças que já tinha em casa e que conseguem conter a minha nova pança lá dentro. 😛 Desengane-se quem pensa que posso aproveitar coisas que usei na gravidez anterior, pois na altura dei tudo o que comprei (não pensava ficar grávida novamente). Portanto, agora o que precisar terei mesmo de comprar de novo ou pedir emprestado a alguém.

Felizmente ainda tenho algumas calças, saias, vestidos e muitas camisolas que me servem, mesmo com uma pança de 20 semanas. Deve significar que a “pior” parte ainda está para vir, mas por enquanto a pessoa vai-se safando com as peças que já tinha no armário.

Isto tudo para partilhar convosco, especialmente as grávidas ou futuras grávidas, como faço para me vestir sem gastar muito dinheiro e continuar a sentir-me bem com o que visto e a ter um ar “decente” (vá, a pessoa tem de trabalhar e não pode ir de fato de treino para a escola… Ou não deve).

Básicos! O segredo está nos básicos. Camisolas lisas e com alguma elasticidade, vestidos ou túnicas e leggins para combinar com os mesmos (opto sempre por tons mais ou menos neutros para combinarem com mais coisas).

dceac696b1ad07729999863f98d9ddd6

Tive de comprar algumas calças de grávida (optei por comprar apenas dois pares e escolher tamanhos grandes para darem até ao final da gravidez) e comprei uma saia de grávida porque gostei muito dela e estava em saldos, mas não comprei mais nada ainda. As camisolas de inverno, que ficam mais curtas, ficam giras por cima de uma camisola básica de cor neutra, os vestidos ficam um pouco mais curtos (sobem com a barriga), mas com as leggins ainda vão ficando bem, as calças de ganga que ainda apertam na barriga dão um ar menos “mamã” e podem ser combinadas com túnicas, camisas ou camisolas mais compridas.

Daqui a uns tempos estas roupas já não me vão servir, mas nessa altura o tempo vai começar a aquecer e as opções serão outras (vestidos, calções, t-shirts mais largas, etc). Conto não ter de comprar mais nada para o tempo frio e no tempo mais quente… logo se vê. De qualquer forma, o segredo estará sempre em investir em peças básicas que possa usar mesmo depois da gravidez. 😉

Deixo algumas imagens de opções de combinações das tais peças básicas, que podem sempre complementar com acessórios mais elaborados para ter um ar mais “arranjadinho”.

créditos: todas as imagens “roubadas” ao Pinterest

Malas há muitas…

387947920c8beeda28c582fc39a1c493

Malas! As melhores amigas das mulheres?!

Bem, se calhar nem de todas as mulheres, mas são quase as minhas melhores amigas. Adoro malas, tenho várias, de vários tamanhos e para momentos e roupas diferentes.

tipos

A verdade é que tenho demasiadas e algumas já não estão em perfeitas condições.

Como ando numa de diminuir a tralha cá por casa e de ficar apenas com o que me faz mesmo falta, resolvi dar uma volta à minha colecção de malas. Escolhi as que já não uso há séculos e dei/vendi, separei as que uso menos e comecei a usar mais, as que já não estão em grandes condições (e é por isso que não as uso tanto) foram fora e fiquei apenas com o essencial e que realmente uso e me faz falta (desta colecção ainda não fazem parte as malas de viagem. Essas ficam para outro capítulo).

a7102ca65a6ccf3622a1a77490d279e8

A verdade é que a lista do Desafio continua a crescer (o desafio está a decorrer cá por casa até ao final do ano) e as minhas coisas estão cada vez mais organizadas e acessíveis. Estamos no bom caminho!

nota: todas as imagens retiradas do Pinterest